Skip to main content

Posts

Featured

Psicopatos.

Antes de mais, nada temam. Estou viva. Às vezes até eu duvido da minha própria existência, mas verdade seja dita, ainda por cá ando. O coração bate, os pulmões inspiram e expiram, as pernas mexem. Já a cabeça por vezes viaja até Plutão. 
Os últimos meses têm reflectido uma aprendizagem e sido um teste de resistência à minha paciência. Desde dezembro que aguardo a marcação da defesa da tese de doutoramento, o que até nem é necessariamente um mau timing. Vejamos, se me atrasei um bom par de anos a escrever a dita, e fazendo fé na fórmula da Charlotte do "Sexo e a Cidade" que para esquecer um amante necessitamos de metade do tempo passado com o mesmo, ainda estou capaz de ter de aguardar mais de um ano até que me marquem a defesa. Portanto até lá tenho de acalmar os nervos, focar-me noutros projectos e parar de engendrar cenários catastróficos sempre que me aventuro a planear o desenrolar desse momento.
Não, verdade seja a dita, não estou efectivamente com receio. O que eu não…

Latest posts

E por onde andaste tu nestes últimos meses, Joana?

Bolos, feministas e minimalistas.

Banda desenhada, para que te queria?

E logo pela manhã um muffin de aveia e um julgamento moral!

Amor e gatos.

Comunidade de Ann Patchett: o que eu achei deste livro?

#Girlbosses